Rosemary Beach : Fallen too Far, Never too far e Forever too far

03-02-2020

Olá booklovers!
Hoje trago-vos três livros que li no mês de Janeiro. A série chama-se Rosemary Beach e é da escritora Abbi Glines. Esta série é composta por 14 livros e cada livro conta a história de um casal. Os três primeiros livros, Fallen too far, Livro 1, Never too far, Livro 2 e Forever too far, livro 3, contam nos a história de Rush e Blair. 
Vamos começar pelo livro 1: 

Blair, uma menina que acaba de perder a mãe e vai ter de ir viver com o pai e a nova família do pai, no entanto, ela não espera que o pai a tenha deixado literalmente sozinha a viver com o filho da nova mulher do seu pai, Rush. Rush é um autêntico playboy, aquele bad boy que todas queremos e que faz o nosso coração palpitar. Rush assim que conhece Blair, fica encantado pela inocência dela e Blair sente uma atracção por Rush que nem ela queria acreditar que podia sentir.  No entanto, toda uma boa história tem sempre um bom segredo e, aqui, segredos é o que não faltam. Rush tenta manter-se afastado de Blair para o bem da sua família e para bem de Blair mas, aquilo que ele sente por ela é mais forte e acaba por ignorar tudo aquilo que ele sabe e que ela não sabe para ficar com ela. 

Sobre este relacionamento posso dizer que adorei mesmo. É um romance tão leve, tão cor-de-rosa, que nos faz sonhar mais e mais e devoramos o livro num espaço de 24 horas. Adorei como o amor deles cresceu neste livro e como o final do livro nos deixa em suspensa sobre o que se vai passar a seguir.  

Entrando assim, em cena, o livro 2, Never too far. Neste livro, o relacionamento deles, quando começa, encontra-se num ponto frágil. Ele sabe que errou com ela, ele sabe que o segredo que ele guardava e que toda a gente em Rosemary Beach sabiam dele tinha mudado por completo a forma como Blair olhava para ele. No entanto, o amor deles é mais forte e ela tenta superar tudo por ele, uma vez que sabe que é o melhor para ela. Neste livro, podemos ver um pouco mais de algumas personagens que nos foram dadas a conhecer no primeiro, como Woods, que no primeiro livro ele mostra-se como aquele rapaz que quer Blair, mas se ela não o quer, ele afastasse, por respeito a amizade que ele tem por Rush e no meio disso tudo, Woods é aquele que começa por ajudar Blair e guarda o seu segredo do Rush. Sim, que no segundo livro é a Blair que tem um segredo e não se sente pronta para contar a Rush, pois sente-se dividida. Beth, também conhecemos no primeiro e é uma das melhores amigas de Blair e, é aquela típica amiga super divertida que todas nós precisamos de ter na nossa vida. No segundo livro, Beth acaba por viver com Blair num apartamento que lhes foi "dado" por Woods. Mas, o que é uma boa história sem aquela personagem irritante e que tira toda a gente do sério? Todas as histórias tem de ter uma personagem dessas e nesta temos, Nan, meia irmã do Rush que odeia Blair, odeia toda a gente e mega snobe e possessiva do irmão. Nan, foi nos apresentada no primeiro livro e ela é aquela personagem mega importante que se torna no maior obstáculo do relacionamento deles. 

Todas as personagens foram realmente bem construídas e estruturadas, temos aquele galã que se transforma num coração doce, amiga super divertida e a irmã mega ciumenta, mimada e irritante. A Nan esta realmente muito bem pensada, pois é uma personagem que tem alguns problemas, "daddy shues". Existem muitas mais personagens, como o irmão de Rush e de Nan, que é das primeiras pessoas a serem simpáticas com a Blair e tenta sempre ajuda-la desde o dia em que ela foi parar de para-quedas à vida de Rush. 

Voltando ao livro, o segundo é um livro onde nos dá mais esperanças de que qualquer relacionamento é capaz de ultrapassar qualquer obstáculo e que às vezes temos de mudar as nossas prioridades para fazermos felizes as pessoas que nos amam, neste caso, Rush teve de começar a por Blair em primeiro lugar, pois a família dele é tão disfuncional que conseguem culpar crianças e odiar crianças pelas escolhas dos adultos no passado. E, claro, mais uma vez o livro revela-nos dois segredos, o da Blair e o segredo que o pai da Blair manteve por causa da mãe do Rush. 

Por fim, o último livro, é aquele livro que nos dá aquele final feliz e merecedor a esta história lindíssima de amor, Rush e Blair tem o seu final feliz, mas continuam a ter os seus contratempos, graças a Nan. Nan, vai continuar odiar Blair, mesmo quando a culpa de Nan ser como é, é da sua mãe. A mãe foi a maior culpada, pois conseguiu mentir sobre a sua melhor amiga e fazer dela a vilã só para os filhos terem pena dela e vir a odiar a melhor amiga e mais tarde odiar a filha da melhor amiga, só por ser filha dela e filha do ex-namorado da mãe de Rush que por acaso acaba por deixar a família dele numa altura em que mais precisavam dele para ficar com a mãe do Rush e dar a Nan algo que Nan nunca teve, um pai que a ama, mesmo sabendo que ele não lhe pode dar isso. 

Posso dizer que para além do final merecedor, este livro mostra-nos algo importante, às vezes temos de perdoar as pessoas que nos amam e dar-lhes uma segunda oportunidade, Blair conseguiu perdoar o pai e queria que o pai fizesse parte da sua vida e, fez tudo isso por ela, pela mãe dela, pois seria algo que ela iria querer, pela Valerie e pelo seu pequeno fruto, dela e do Rush. 

Quanto as personagens, muitas revelações são feitas, muitas crescem e muitas encontram algo que nunca pensaram que iriam encontrar: amor. 

Blair e Rush tiveram um final feliz!!!! 

Estes livros, esta série de livros é tão leve e tão viciante e recomendo a toda a gente a ler os livros de Abbi Glines, parecem aquele romance cliché, mas não são. Leiam e deixem-se entrar neste maravilhoso mundo do Rosemary Beach!